Na Marel, empresário Edgar Behne explana sobre governança corporativa

30 | novembro | 2017

 

“Somos uma empresa familiar, porém vêm pessoas de todos os lados. Por isso temos que seguir algumas regras no dia-a-dia”, salienta Edgar. Crédito: Darce Almeida/Acefb

“Somos uma empresa familiar, porém vêm pessoas de todos os lados. Por isso temos que seguir algumas regras no dia-a-dia”, salienta Edgar. Crédito: Darce Almeida/Acefb

Em tempos de reafirmação política e econômica no Brasil, o empresário Edgar Behne, diretor-presidente da Marel Design Mobili, deu uma aula de gestão empresarial aos participantes do último Café Acefb de 2017, promovido pela Associação Empresarial de Francisco Beltrão. A reunião itinerante aconteceu na sede da indústria de móveis, localizada no Bairro Marrecas. Foi a última reunião ordinária deste ano, visto que a organização da 28ª Expobel trabalha para o lançamento dos shows (dias e horários das apresentações) nesta sexta-feira, 8 de dezembro, às 19h30, na Cabana Manhare. 

Pessoal que participou da reunião fez visita técnica. Stefani Piotrovski/Acefb

Pessoal que participou da reunião fez visita técnica. Stefani Piotrovski/Acefb

Marcos Guerra, presidente da Acefb, agradeceu à Marel por abrir as portas para esse encontro de discussão de ideias. “É uma empresa vitoriosa e cada um que esteve aqui pode conhecer uma pouco mais desta bela história de sucesso”, disse. 

Edgar traçou como a empresa genuinamente beltronense – completou 50 anos em maio – se reinventa a cada ano. Ele falou sobre Governança Corporativa, conjunto de práticas que tem por finalidade melhorar o processo de tomada de decisões tomadas na companhia, visando proteger todas as partes envolvidas. “Por consequência, aumenta a transparência perante o mercado e a confiança de investidor”, explica Edgar. 

Marcos Guerra, presidente da Acefb. Crédito: Darce Almeida/Acefb

Marcos Guerra, presidente da Acefb. Crédito: Darce Almeida/Acefb

O empresário ressalta que “esse procedimento visa diminuir os eventuais problemas que podem surgir na relação entre gestores e acionistas da empresa, e consequentemente diminuindo riscos e custos”.

Sabe-se que as boas práticas de governança corporativa preservam e otimizam o valor da organização, facilitando o acesso ao capital, contribuindo para sua longevidade. 

Formam o Conselho de Administração da Marel: Nelson Behne (presidente), Rudi Scheuer (vice-presidente), Ilson Behne e Eloy Scheuer (conselheiros), Edgar Behne (diretor-presidente), José Vagner (diretor-comercial), Elizeu Samuleski (diretor-administrativo-financeiro) e Paulo Scheuer (diretor-industrial). 

Bom número de participantes do último Café Acefb do ano. Crédito: Darce Almeida/Acefb

Bom número de participantes do último Café Acefb do ano. Crédito: Darce Almeida/Acefb

Holding familiar

Conforme o site terra.com.br, “empresas familiares, tradicionalmente representadas pela sucessão de pai para filho, representam em torno de 70% das atividades empresárias no Brasil”. O processo sucessório é considerado uma das fases mais sensíveis deste modelo de negócio, visto que pode comprometer a continuidade do empreendimento da família.

 É então que entra nesse processo o “holding familiar”, que constitui numa forma preventiva e econômica de se realizar a antecipação de herança, pois o controlador poderá doar aos seus herdeiros as cotas da companhia determinando cláusula de usufruto vitalício em favor do doador. “Cada família que pertence à administração da Marel criou holdings familiares para ajudar na gestão da empresa”, explica Edgar.

Fonte: assessoria de imprensa Acefb

FACIAP – Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná
Rua Heitor Stockler de França, 356 - Centro Cívico - 80030-030 - Curitiba/PR
Fone:(41) 3307-7000 - email: faciap@faciap.org.br